quinta-feira, 24 de junho de 2010

O pitoresco de Antonio Saggese

© Foto de Antonio Saggese. Imagem que compõe a mostra “Pitoresco”, em cartaz no Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo.

O Instituto Tomie Ohtake está promovendo até o dia 25 de julho de 2010, uma exposição individual com cerca de 70 trabalhos de Antonio Saggese, produzidos nos últimos três anos – fotografias impressas em papel e metal, além de vídeos. Na mostra intitulada Pitoresco, o fotógrafo, a partir de formas cambiantes, funda a sua própria natureza. Nuvens, céus, águas, galhos, folhas são expressas em surpreendentes volumes, cores, linhas, luzes e sombras que emergem do próprio arsenal cultural de Saggese. “O fotógrafo não está mais interessado em contornos bem definidos, volta-se para os volumes obtidos apenas com luz, para as imprecisões conquistadas com suaves gradações dos tons, para o estranhamento provocado pela opção das cores púrpura ou marrom e alguns contrastes acentuados, intensificados pelo uso do infravermelho”, escreve Márcia Mello sobre a série. Segundo Saggese, as imagens técnicas de natureza produzidas nas últimas décadas não trazem mais o mistério nem a fascinação que tanto perturbavam os artistas e os escritores. Foi, portanto, na tentativa de resgatar aquele arrebatamento que ele concebeu as fotografias da mostra Pitoresco. “A própria denominação do conjunto já é provocativa, ou seja, uma espécie de sutileza crítica a fim de mostrar que o trabalho foi criado para atiçar os questionamentos e as dúvidas, e não para cristalizar conceitos - afinal, a idéia primeira do Pitoresco nasce no movimento romântico, final do século XVIII”, afirma o Jornalista e crítico Rubens Fernandes em seu texto para a exposição. Serviço: Exposição: Pitoresco – Antonio Saggese. De terça a domingo, das 11h às 20h. Instituto Tomie Ohtake. Av. Brigadeiro Faria Lima, 201 (Entrada pela Rua Coropés). 05426-100 – São Paulo, Fone: 11.2245-1900. Até 25 de julho de 2010. Veja Aqui uma reportagem produzida pela equipe do programa Metrópolis, da TV Cultura.
Fonte: Marcy Junqueira - Pool de Comunicação.

Um comentário:

Chandra Santos disse...

Que foto bonita!!

Além de bonita, bem clicada. Não sei se com os outros também é assim, mas consigo "sentir" a textura da árvore e das flores só de olhar...

Beijos

Chandra Santos